NEWS


BACK

HARLEY-DAVIDSON CRESCE NO ÚLTIMO TRIMESTRE E EM TODO O ANO DE 2012

São Paulo (26 de Fevereiro de 2013) -
  • O lucro por ação cresceu 29,2% no último trimestre e 16,7% no acumulado do ano 
  • Vendas de motocicletas ao redor do mundo cresceram 6,2%
Um forte crescimento no último trimestre de 2012 encerrou um ano de ganhos para a Harley-Davidson, que ficou marcado por um sólido crescimento nos lucros e na venda de motocicletas novas.

Os rendimentos do quarto trimestre de 2012 geraram US$ 70,6 milhões de lucro, com uma receita de US$ 1,17 bilhão. Comparado com 2011, o mesmo período entregou US$ 54,6 milhões de lucro e US$ 1,18 bilhão de receita. O trimestre também apresentou um ganho de US$ 0,31 por ação, crescimento de 29,2% comparado ao ano anterior, quando esse número foi de US$ 0,24 por ação.

O lucro de 2012 das operações da Harley-Davidson ficou em US$ 623,9 milhões, com receita de US$ 5,58 bilhões, comparado a um cenário de US$ 548,1 milhões de lucro e US$ 5,31 bilhões de receita em 2011. De janeiro a dezembro de 2012, o lucro por ação foi de US$ 2,72, um crescimento de 16,7% em relação ao ano anterior, quando o lucro foi de US$ 2,33.

O lucro com venda de motocicletas ao redor do mundo cresceu 7,5% no último trimestre e 6,2% no ano quando comparado ao mesmo período de 2011.

“Devido ao esforço visível de nossos colaboradores, concessionários e fornecedores, a Harley-Davidson alcançou suas metas de crescimento e reestruturação em 2012”, comenta Keith Wandell, CEO e Presidente da Harley-Davidson Inc.

“A ambiciosa reestruturação de nossas operações de produção, visando oferecer melhor capacidade de resposta aos clientes e maior eficiência operacional, agora é uma operação melhor estruturada”, diz Wandell. “As vendas de motocicletas, que cresceram em 2012, foram impulsionadas por produtos e experiências de vendas excepcionais. Junto com os nossos concessionários, nós aumentamos as vendas nos Estados Unidos para clientes ‘outreach’, um público mais jovem que o tradicional consumidor da Harley-Davidson e com potencial, mais rápido do que para clientes tradicionais, aumentamos a participação de mercado da marca nos Estados Unidos e continuamos a expansão internacional”.

“O propósito da Harley-Davidson é realizar os sonhos de liberdade pessoal das pessoas ao redor do mundo. Por meio de nossa estratégia, nós acreditamos que a companhia está mais preparada que nunca para oferecer isto”, completa o executivo.

Vendas de motocicletas Harley-Davidson

Em 2012, as vendas cresceram 6,2% mundialmente, com aumento de 6,6% nos Estados Unidos e 5,6% internacionalmente quando comparado a 2011. Os concessionários venderam 249.849 novas motocicletas Harley-Davidson em todo o mundo em 2012, com as vendas crescendo 39,2% na América Latina, 14,3% na região do Ásia-Pacífico e 6,2% nos Estados Unidos e Canadá, passando por uma retração de 3% na região conhecida como EMEA, que é formada pela Europa, Oriente Médio e África, se comparado ao ano anterior.

No quarto trimestre de 2012, as vendas de motocicletas da marca aumentaram 7,5% no mundo se comparado com o ano anterior, com um aumento de 8,4% nos Estados Unidos e de 6,3% nos mercados internacionais. Os concessionários venderam 43.405 unidades neste período, com crescimento de vendas de 23,5% na América Latina, 14,8% na Ásia-Pacífico, 7,3% nos EUA e Canadá e queda de 3,3% na Europa, Oriente Médio e África, quando colocado frente a frente com os números do mesmo período em 2011.

O crescimento no varejo do setor de motos de alta cilindrada (acima de 651 cm³) nos Estados Unidos foi de 4% em 2012 quando comparado a 2011.

Resultados da Harley-Davidson Motocicletas e Produtos Relacionados

O lucro do último trimestre do ano em motocicletas e produtos relacionados foi de US$ 53,1 milhões, um crescimento de 49,4% comparado ao lucro operacional de US$ 35,6 milhões em 2011. Os rendimentos no período foram benefício do menor custo de reestruturação e da maior margem bruta em comparação a 2011.

A receita de motocicletas, durante os últimos três meses de 2012, de US$ 771,1 milhões sofreu uma retração de 2,6% comparada a 2011. A companhia embarcou 47.067 motocicletas para distribuidores e concessionários ao redor do mundo neste período, quantidade que no ano anterior foi de 50.730 motocicletas. Os embarques estão em conformidade com a direção e os planos da companhia, que anunciou, antecipadamente, a redução do volume de motocicletas devido à implantação de uma nova linha de produção na fábrica de York na primeira metade de 2013. A companhia acredita que esta nova linha fornecerá mais flexibilidade para produzir motocicletas e atender melhor a demanda que chega dos clientes na principal época do ano (o verão do hemisfério norte).

A receita de peças e acessórios totalizou US$ 161,6 milhões durante o quarto trimestre do ano, um crescimento de 0,2%, enquanto General Merchandise, o que inclui MotorClothes® gerou US$ 74 milhões, crescendo 6,8% frente ao mesmo período em 2011.

A margem bruta foi de 31,8% no quarto trimestre de 2012, comparado a 31,2% no mesmo período de 2011. A margem operacional para motocicletas e produtos relacionados foi de 5,3% contra 3,5% no mesmo período em 2011.

Para o ano todo de 2012, a companhia embarcou 247.625 motocicletas para distribuidores e concessionários, um aumento de 6,2% comparado a 2011. A receita de motocicletas cresceu 5,9%, US$ 3,76 bilhões, enquanto acessórios e peças cresceu 5,3% atingindo US$ 859,9 milhões. Já General Merchandise cresceu 9,2% ou US$ 299,4 milhões, em relação a 2011. A margem bruta para o ano foi de 34,8%, enquanto a margem operacional foi de 14,5%, contra 33,4% e 12% em 2011, respectivamente.

Resultados da divisão de Serviços Financeiros

O lucro da divisão de serviços financeiros foi de US$ 63 milhões no quarto trimestre de 2012, um crescimento de 10,9% se comparado aos US$ 56,8 milhões no mesmo período de 2011. Em todo o ano de 2012, o lucro foi de US$ 284,7 milhões, um aumento de 5,9% em relação aos US$ 268,8 milhões de 2011. Os resultados do último trimestre e do acumulado do ano refletem o avanço contínuo na performance de perda de crédito, ano após ano, e a redução das taxas de juros.

Direção

A Harley-Davidson pretende embarcar entre 259.000 e 264.000 motocicletas para os distribuidores e concessionários ao redor do mundo em 2013. Isso é um aumento de 4,5% a 6,5% sobre 2012. No primeiro trimestre de 2013, a companhia espera faturar para os distribuidores entre 71.000 e 76.000 motos, um aumento entre 10% e 18% frente a 2011. Os planos da companhia para o embarque de motocicletas no primeiro trimestre deste ano refletem a implantação da nova linha de produção em York no primeiro semestre de 2013. A companhia espera uma margem bruta entre 35,25% e 36,25% no acumulado do ano. Os investimentos devem subir de US$ 200 milhões para US$ 220 milhões em 2013.
VOLTAR AO TOPO   VERSAO PARA IMPRESSAO